Buscar
  • Tiago Vasconcellos

Correr sem tênis tem seus benefícios

“Correr descalço, Tiago? Mas eu paguei R$ 600 no meu tênis de última geração!” Ok! Pode continuar usando seu tênis, mas vamos olhar um pouco outras possibilidades.

O pesquisador Daniel Liberman, dono da cadeira no departamento de Biologia Evolutiva Humana na Universidade de Harvard, desenvolveu um experimento sobre os benefícios em se correr descalço e obteve conclusões interessantes.

Em seu estudo com corredores ele comprovou que o uso de tênis na corrida inverte o movimento natural da pisada, forçando a começá-la pelo calcanhar. Esse tipo de impacto está associado a lesões no músculo tibial – que cuida de tracionar o pé para cima – e dores no joelho.

O tema é controverso e alguns treinadores não permitem que seus atletas sequer cogitem treinar descalços ou mesmo com calçados minimalistas.

Mesmo assim, defendo que são muitos os benefícios em se correr descalço: o corredor aumenta o trabalho dos músculos responsáveis pelo controle do impacto, trabalha para o joelho se flexionar corretamente (o que evita lesões nessa região) e suaviza os efeitos do choque com o solo em todo o corpo.

O American College of Sports Medicine publicou um guia para prescrição de tênis, seguido por muitos profissionais no mundo inteiro. Coletei algumas dicas que considero importantes para quem corre:


- Compre seus tênis no final do dia. Isto porque os pés costumam estar mais dilatados nesse horário, condição comum no final de treinos. É um bom meio de testar o conforto do calçado.


- A Altura do solado entre o calcanhar e a parte dos dedos deve ser, no máximo, de 6mm. Fuja dos “super amortecedores”.


- O peso recomendado do tênis é algo em torno de 285g para homens (número 41) e 230g para mulheres (número 39). Caso opte por começar a treinar sem calçado ou tênis drop zero, faça uma transição.


- Embora o corpo “saiba” correr, existe uma memória dele em relação ao uso do tênis, então comece aos poucos. Inicie pelos aquecimentos, depois inclua o desaquecimento, faça treinos curtos e veja como se sente.


- Evite solos acidentados e horários muito quentes.


Na dúvida, consulte um especialista.


Tiago Vasconcellos

Crefito 76397-F

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo